Normas

São aceites artigos redigidos em português, inglês ou espanhol. O artigo deve ser submetido em MSWord (.doc/.docx) através de correio eletrónico (lucanus@cm-lousada.pt) e, se redigido em português, deve obedecer às normas do novo acordo ortográfico. Os artigos que não preencherem as normas de submissão e os padrões de formatação infracitados serão devolvidos aos autores para correção. As contribuições não devem ter sido publicadas anteriormente nem estar em apreciação por outro editor de língua portuguesa. Lucanus – Revista de Ambiente e Sociedade aceita versões modificadas, resumidas ou simplificadas de estudos publicados em revistas internacionais desde que vão ao encontro do âmbito da revista.

Lucanus publica artigos de investigação, de revisão e de divulgação, comentários, notas e novas perspetivas. O corpo do texto deve ser acompanhado pelo título do artigo, nome(s) do(s) autor(es), respetiva filiação institucional, resumo em português e inglês (apenas aplicável a artigos de investigação, de revisão e de divulgação) e entre quatro a seis palavras-chave em português e inglês que caraterizem o conteúdo do artigo. Deve ser indicado o autor de correspondência e providenciado o seu contacto (correio eletrónico). Toda esta informação deverá constar na(s) primeira(s) página(s).

Os artigos de investigação, revisão e divulgação não devem exceder as 5.000 palavras. Na contagem não são contabilizadas as palavras do resumo, das legendas e das referências bibliográficas. O artigo deve ser estruturado preferencialmente em Introdução, Material e Métodos, Resultados, Discussão e, opcionalmente, Conclusão. Sempre que os autores considerem conveniente podem fundir as secções relativas aos resultados e discussão numa só, Resultados e Discussão. A necessidade de exceder as 5.000 palavras e/ou alterar a estrutura proposta deve ser comunicada e justificada aquando da submissão.

Exemplo de estrutura:
• Primeira página: Título, Nome dos autores, Afiliação, Resumo (Abstract), Palavras-chave (Keywords), Contacto do autor de correspondência;
• Corpo do texto: Introdução, Material e Métodos, Resultados, Discussão, Conclusão, Agradecimentos, Referências bibliográficas;
• Informação adicional: Lista de abreviaturas, Contribuição dos autores, Informação dos autores, Conflitos de interesse, Ética e autorizações.

No resumo deve constar uma breve referência à contextualização e necessidade do estudo, métodos aplicados, principais resultados e conclusões. Não deverão ser usadas abreviaturas nem referências bibliográficas. Os autores são encorajados a apresentar um resumo gráfico que conduza diretamente o leitor à temática do artigo.

Agradecimentos

Os autores podem agradecer o contributo de terceiros para a idealização do estudo, recolha de dados e análise, interpretação e escrita. O agradecimento pode ser realizado em nome individual ou coletivo. Os autores devem certificar-se que possuem autorização da pessoa ou entidade à qual vão agradecer a colaboração. As fontes de financiamento deverão ser declaradas.

Referências bibliográficas

As referências citadas no texto (e.g. um autor: Scott 2016; dois autores: Fischman & Ruhl 2016; três ou mais autores: Gramza et al. 2016) devem ser listadas por ordem alfabética na secção Referências bibliográficas. Na secção das referências bibliográficas sempre que a responsabilidade da obra for partilhada por mais de três autores indica-se o nome do primeiro seguido da expressão et al.

Artigos em revistas científicas

Fischman RL & Ruhl JB (2016). Judging adaptive management practices of U.S. agencies. Conservation Biology, 30, 268-275.

Sutherland WJ et al. (2013). Identification of 100 fundamental ecological questions. Journal of Ecology, 101, 58-67.

Artigos em revistas científicas (sem números de página)

Tan K et al. (2016). Honey bee inhibitory signaling is tuned to threat severity and can act as a colony alarm signal. PLoS Biology 14(3): e1002423. doi: 10.1371/journal.pbio.1002423.

Livros

Begon M, Townsend CR & Harper JL (1996). Ecology: From Individuals to Ecosystems, 4th ed. Wiley-Blackwell.

Capítulos de livros

Hegel TM, Cushman SA, Evans J & Huettmann F (2010). Current state of the art for statistical modelling of species distributions. Em: Cushman SA & Huettmann F (Eds.). Spatial Complexity, Informatics, and Wildlife Conservation. Springer Verlag, pp. 273-311.

Teses ou dissertações ou relatórios

Matos M (2011). Diversidade de Vertebrados na Serra do Bussaco e áreas envolventes. Tese de Doutoramento, Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro, Portugal.

Documentos online

IUCN (2000). Guidelines for the prevention of biodiversity loss caused by alien invasive species. Disponível em https://portals.iucn.org/library/efiles/documents/Rep-2000-052.pdf. Acesso a 29 de Março de 2016.

Unidades, símbolos e abreviaturas

O uso de unidades do sistema internacional (SI) e de simbologia é aconselhável. Caracteres ou símbolos pouco usuais devem ser explicados e tornados claros para os leitores. As abreviaturas devem ser definidas na primeira vez que são usadas no texto. Os autores poderão providenciar uma lista de abreviaturas caso considerem pertinente.

Contribuição dos autores

Considera-se “autor” aquele que contribuiu intelectualmente para, pelo menos, uma das fases do desenvolvimento do estudo. A contribuição individual dos autores pode e deve ser especificada nesta secção. Os autores deverão ser referenciados através das suas iniciais.

Informação dos autores

Os autores poderão usar esta secção para fornecer informações acerca dos seus interesses, qualificações e atividade profissional exercida. Os autores deverão ser referenciados através das suas iniciais.

Conflitos de interesse

A existência de conflitos de interesse devem ser declarados e devidamente clarificados pelos autores do artigo submetido.

Ética e autorizações (se aplicável)

A referência a dados e/ou amostras (e.g. tecidos, sangue, cabelo, pêlo, entre outros) de indivíduos, sejam eles humanos ou animais, exige a inclusão, no próprio artigo, de informação que demonstre que a recolha e processamento dos dados e/ou amostras foi aprovada por um comité de ética.

Figuras e/ou ilustrações

Na preparação das figuras e/ou ilustrações os autores deverão seguir as seguintes instruções:

• As figuras e/ou ilustrações, preferencialmente a cores, não devem ser incorporadas no corpo do artigo submetido mas sim apresentadas individualmente e em ficheiros independentes num dos seguintes formatos: .jpeg, .tiff, .png, .bmp, .pdf, .eps;
• As figuras e/ou ilustrações compostas (e.g. a, b, c, d) devem ser apresentadas como uma composição única e não submetidas como ficheiros distintos;
• As figuras e/ou ilustrações devem ser submetidas na sua orientação correta;
• As figuras e/ou ilustrações devem apresentar boa qualidade e resolução (mínimo 300 dpi) garantindo a identificação de todos os elementos que integram a imagem. O tamanho de cada um dos ficheiros não deve exceder os 10MB;
• O tipo de letra de eventuais peças de texto e/ou etiquetas presentes nas figuras e/ou ilustrações deve ser coerente entre ficheiros;
• Cada figura e/ou ilustração deve ser numerada por ordem de apresentação no corpo do texto (i.e. Figura 1, Figura 2, etc.);
• As legendas das figuras e/ou ilustrações devem ser apresentadas nas últimas páginas do documento MSWord (.doc/.docx) imediatamente a seguir às referências bibliográficas e não no ficheiro de imagem. A legenda de cada figura e/ou ilustração não deve exceder as 150 palavras (e.g. Figura 1: Localização da área de estudo e respetivos pontos de amostragem).
• É da responsabilidade dos autores obter permissão do detentor dos direitos para a reprodução de figuras e/ou ilustrações previamente publicadas;
• O editor reserva-se no direito de sugerir a não inclusão de figuras e/ou ilustrações se estas excederem, em número, o espaço disponível ou se a qualidade (legibilidade) das mesmas for considerada insuficiente;
• Tabelas não deverão ser submetidas como figuras.

Tabelas

Na preparação das tabelas os autores deverão seguir as seguintes instruções:

• As tabelas devem ser numerada por ordem de apresentação no corpo do texto (i.e. Tabela 1, Tabela 2, etc.);
• Cada tabela e respetiva legenda (máximo 150 palavras) devem constar nas últimas páginas do artigo imediatamente a seguir às legendas das figuras e/ou ilustrações;
• As tabelas devem ser apresentadas a preto e branco. Sempre que for necessário destacar um elemento da tabela sugere-se o uso de formatações alternativas como o itálico, o negrito ou números/símbolos identificativos. O significado das anotações deve ser devidamente explicado na legenda;
• O editor reserva-se no direito de sugerir a exclusão de tabelas se estas excederem, em número, o espaço disponível ou se o seu conteúdo for visto como redundante ou desnecessário. Pode ser sugerida a sua alocação na secção relativa aos ficheiros adicionais (apenas disponíveis online).
Material suplementar

Os autores são encorajados a incluir, sempre que necessário e justificável, animações, vídeos e outro material relevante e complementar à publicação (e.g. tabelas, glossários, imagens). Os dados relativos ao material suplementar devem ser apresentados numa secção distinta do artigo contendo a seguinte informação:
• Nome do ficheiro (e.g. Ficheiro adicional 1);
• Formato do ficheiro e, se aplicável, o endereço onde o ficheiro pode ser visualizado;
• Título do ficheiro;
• Descrição sucinta do que é apresentado.

Comentários, notas e novas perspetivas

São aceites comentários, notas e novas perspetivas sobre assuntos atuais e de interesse geral abordando diferentes aspetos relativos à conservação da natureza e da biodiversidade. Os comentários, notas e novas perspetivas não são considerados documentos técnicos nem científicos. O número de referências bibliográficas deve ser reduzido. A formatação do texto deve seguir as instruções mencionadas anteriormente. Na primeira página deve constar o título da contribuição, o nome dos autores e respetiva afiliação e o contacto do autor de correspondência.

PRIVACIDADE

Lucanus – Revista de Ambiente e Sociedade é uma publicação de acesso livre pelo que o acesso aos seus conteúdos é imediato e sem barreiras.