ImprintPlus – Da consciencialização ambiental à ação coletiva para a compensação da pegada ecológica

Milene Matos, Eduardo Ferreira, Armando Alves, Manuel Nunes, André P. Couto, Rafael Marques, Pedro Amado, Pedro Beça, Maria João Antunes, Maria Inês Silva, Lísia Lopes, Rosa Pinho, João Carvalho, Artur Pinto, Carlos Fonseca

 

O Projeto IMPRINT+ resulta de uma parceria estratégica internacional que tem como principal objetivo criar uma consciência coletiva sobre a necessidade da redução da pegada ambiental, incentivando a população a alterar hábitos ecologicamente nefastos e a adotar atitudes ambientalmente mais saudáveis, assumindo proatividade cívica e desenvolvendo múltiplas competências básicas na área da sustentabilidade. Estes objetivos são alcançados através da mobilização do principal público-alvo do Projeto: as comunidades escolares, designadamente os jovens estudantes europeus, bem como os seus professores e educadores. Bastante abrangente, o IMPRINT+ inclui valências como: a mobilidade e formação de alunos, professores, auxiliares educativos e técnicos autárquicos da área do ambiente, um Projeto piloto demonstrativo das boas práticas no contexto da compensação da pegada ecológica – que tem Lousada como laboratório vivo, o envolvimento da sociedade para o mapeamento e correção de áreas degradadas e um espírito de “competição saudável”, na disputa das equipas mais eficazes na compensação da pegada ecológica. Tudo isto alicerçado em pesquisa sobre o estado da arte e práticas vanguardistas nos campos da sustentabilidade e da educação ambiental. O Projeto culmina com um tutorial para o empreendedorismo verde, com o intuito de proporcionar aos jovens ferramentas para o autoemprego em projetos ambientalmente responsáveis. Tendo já sido assinalado pela Comissão Europeia como uma referência na área do empreendedorismo jovem, o Projeto IMPRINT+ constitui um caso de sucesso na construção de uma sociedade mais atenta, crítica e ambientalmente consciente. A sua multidisciplinaridade demonstra como a proteção dos valores naturais representa uma preocupação transversal a todas as áreas do saber e é uma pedra basilar da sustentabilidade.